domingo, 13 de agosto de 2017

Segato na Casa Cor

A 20ª edição da Casa Cor Minas reúne profissionais de arquitetura, design de interiores e paisagismo em aproximadamente 40 ambientes distribuídos em 4000 m² de área.

A exposição está sendo realizada na Rua Sapucaí, 383, no Bairro Floresta, um corredor cultural e gastronômico de BH. O antigo prédio da Rede Ferroviária, abandonado a mais de dez anos, teve seus três pavimentos, porão, sótão e jardins transformados na maior mostra de arquitetura do estado.

A Segato está presente na Casa Cor Minas, no ambiente Ginger Bar, um belíssimo projeto da arquiteta Angela Roldão, na área externa da exposição.

Os pisos elevados Segato foram escolhidos para compor este ambiente por ser, além de muito bonitos, uma excelente solução técnica para nivelamento com floreiras e piscinas, antiderrapante e hipotérmico, o sistema fornece proteção para a impermeabilização com praticidade de manutenção, sem necessidade de sobrecargas com os tradicionais enchimentos.

Nesta Casa Cor o sistema foi projetado com altura variando entre 20 e 40 cm demostrando a segurança e conforto da montagem executada em parceria com a Castelar RC utilizando os suportes WFIX.

A Casa Cor foi aberta ao público no dia 12 de agosto e vai até 17 de setembro, o espaço poderá ser visitado das 13h às 22h aos sábados; das 13h às 19h aos domingos e feriados; e das 15h às 22h de terça a sexta.

Visite nosso ambiente.

Boas Obras!!!!

domingo, 6 de agosto de 2017

Calçadas que Caminhamos – Ladrilho Hidráulico Copacabana

Um modelo de ladrilho hidráulico que vemos bastante em nossas calçadas é o Copacabana, que tem esse nome porque seu desenho montado em forma de ondas foi inspirado no mosaico português do calçadão de Copacabana no Rio de Janeiro.

Em Copacabana a calçada foi executada primeiramente em 1906, pelo prefeito Pereira Passos, com pedras e colocadores trazidos de Portugal; era estreita e as ondas estavam perpendiculares à praia, somente em 1970 a reforma deu ao calçadão o formato atual com as ondas paralelas ao mar.

O que talvez poucos saibam é que este desenho foi copiado da Praça do Rocio em Lisboa, onde as ondas representam o encontro do rio Tejo com o oceano Atlântico. Outra curiosidade desta praça é que tem a estátua de D. Pedro IV, por aqui D. Pedro I.


No ladrilho hidráulico a peça é estampada com duas parábolas preenchidas em preto com um fundo branco, assentando-se estas peças com uma fiada para um lado e outra para o lado oposto formamos as ondas de Copacabana.

Outros formatos de desenho, além das ondas, também podem ser feitos combinando estas peças de outra maneira.

A Segato produz um modelo de piso arquitetônico, também chamado de Copacabana; piso cimentício em placas com a estampa para formar as ondas de Copacabana em baixo relevo, muito bonito, produzido em várias cores nas dimensões 49 x 49 x 2,5 cm e 40 x 40 x 3 cm (vibroprensado)

A praia mais famosa do Brasil está espelhada em nossas calçadas.

Boas Obras!!!

domingo, 30 de julho de 2017

Estória de uma História – Piso Terrazzo

O nome Terrazzo é muito comum nos Pisos Cimentícios e Marmorizados, é referência de piso, nome de empresa, nomenclatura de produto e também com variações como Granazzo, Palazzo e por aí vai...

A origem do nome, provém dos venezianos, que em meados do século XV, os trabalhadores da construção, para aproveitar as sobras de mármores das construções, espalhavam estes retalhos de mármore pavimentando os terraços de suas casas.

A palavra terraço deriva da palavra italiana “Terrazza” que por sua vez é derivada do latim “terraceus”(terra).

Na sua composição original, o piso Terrazzo era simplesmente constituído de uma base de argila em que o entulho e seixos de mármore eram aplicados.

Mais tarde estas pedras foram polidas para alcançar um pavimento mais confortável e finalmente os trabalhadores descobriram que o leite de cabra derramado, quando secava, deixava o aspecto do solo se assemelhando aos mosaicos de mármore, e então passaram a usar o leite de cabra como selante.

Atualmente, o mármore ainda permanece como agregado de referência na fabricação dos pisos, usando-se cimento estrutural comum ou branco como aglomerante, por vezes coloridos com pigmentos.

A Segato há 44 anos fabrica em grande escala os pisos marmorizados em vibroprensas italianas; produzidos em placas pré-moldadas, com uma enorme evolução em relação ao original, aplicados com sucesso nas obras mais modernas de shoppings centers, supermercados, lojas, hotéis, escolas, hospitais e etc.
   
Boas Obras!!!!


domingo, 23 de julho de 2017

Calçadas que Caminhamos - Intertravado Brick

O intertravado brick ou tijolinho é muito comum nas calçadas que caminhamos e é o modelo mais vendido no Brasil.

No formato de tijolinho o piso é assentado intercalado em meia peça de uma fiada para a outra, ou seja, com juntas amarradas para dar um maior travamento ao sistema.

Este formato de "paver", além de calçadas, também vemos muito em ruas de pequeno a médio tráfego, pavimentando pátios de empresas e condomínios fechados como a foto ao lado

Além de ser um material relativamente barato, também seu assentamento é de baixo custo por não usar cimento para sua aplicação, este modelo de piso é assentado sobre colchão de areia diretamente sobre terreno compactado.


O cuidado no assentamento quanto ao nivelamento e compactação é essencial para termos um conforto no caminhar (antropodinâmico) e não dificultar a acessibilidade de pessoas com deficiências.

É necessário o piso estar totalmente travado, seja entre as peças ou nas paredes e guias, para que não haja movimentações comprometendo o sistema causando buracos ou peças soltas.

O piso intertravado cimentício é fabricado em diversas espessuras para atenderem os vários tipos de trafego; para o de pedestres a espessura de 4 cm atende perfeitamente.

A Segato produz o Intertravado modelo Brick 20 x 10 cm em várias cores e nas espessuras 4; 6 e 8 cm com excelente qualidade em equipamento de última geração que produz peças perfeitas com alta produtividade para atender todos os volumes de obra.

Boas Obras!!! 

domingo, 16 de julho de 2017

Carregadores de Cimento

Como usamos muito cimento em nossas obras, esta matéria é uma homenagem a estes homens que contribuíram para a execução de muitos quilômetros quadrados de piso, mesmo sem assentar uma placa de piso sequer.

Quando chega um caminhão de cimento na obra, o que vemos é um homem subindo na carroceria para colocar os sacos de cimento nas costas dos carregadores, e estes andam com um saco de 50kg nas costas até o local onde será armazenado, causando inveja a qualquer trabalhador de Queops.

Nos tempos do Egito antigo, os homens usavam sua força braçal para puxar as pedras que ergueriam as pirâmides; depois de mais de 4 mil anos ainda usamos a força braçal para muitos serviços em nossas obras.

Os "chapas" que fazem a descarga, geralmente são homens fortes e musculosos que nunca fizeram halterofilismo, a necessidade é a academia.

Já carreguei alguns sacos de cimento para serviço doméstico, o primeiro saco pesa 50kg, o segundo parece 70, o terceiro 80... até a espinhela gritar.

Quando vejo uma carreta inteira sendo descarregada, saco por saco, admiro a disposição dessa turma.

Uma vez eu quis ajudar colocando uma empilhadeira para descarregar, porém de nada adiantou porque o caminhoneiro tinha que retornar com os palets vazios para o distribuidor, e lá foram os chapas manipular os sacos para pegar os palets. Achei absurdo, talvez o palet de madeira custasse muito mais caro que eu pensava.

Alguns fabricantes começaram a ensacar o cimento com 40 kg, também alguns projetos de lei já foram feitos para diminuir o peso das sacarias e o peso limite que um indivíduo pode carregar, alguns distribuidores limitam a distância caminhão deposito, algumas construtoras só permitem descarga mecânica, tudo visando este tipo de manipulação.

Estes caras merecem nosso reconhecimento e respeito.

Boas Obras!!!!


domingo, 9 de julho de 2017

Piso Elevado – Como montar??

A montagem do piso elevado sempre é executada por empresa especializada, porém passaremos os procedimentos para respaldar o acompanhamento dos trabalhos e evitar não conformidades na preparação da obra para receber o sistema.

Antes de iniciar a montagem, devemos certificar de que o contrapiso ou laje impermeabilizada esteja limpo, sem partes soltas ou com calombos e torrões de massa que dificultem equilíbrio do pedestal. Verificar também o grau inclinação do caimento para os ralos de drenagem. Não podem haver formações de poças de água.

Verificamos as paredes, muretas, soleiras, jardineiras e outras estruturas em que o piso ficará confinado, o sistema deve estar totalmente travado, não podendo ficar nenhuma placa sem travamento para a total estabilidade do sistema.

O sistema Segato é composto de placas pré-moldadas de concreto e pedestais.

Os pedestais são compostos geralmente de 4 partes: base, tubo prolongador, porca niveladora e apoio de placa com aletas de separação.


 Montamos os pedestais conforme o nível definido, se necessário tubo prolongador, cortamos na altura requerida. Posicionamos os pedestais no contrapiso conforme paginação projetada e nivelamos os apoios.

Aplicamos a placa Segato sobre os pedestais e fazemos o ajuste fino com a porca niveladora

Caso necessário, colocamos entre a placa e o pedestal a pastilha de apoio para corrigir algum balanço da placa.

No encontro com as paredes, as aletas de separação do apoio das placas do pedestal serão cortadas para o apoio total da placa, assim como quando usamos o pedestal como apoio central de reforço para cargas mais elevadas.

Nos recortes, as placas podem ser cortadas com serra mármore e a armação exposta no corte lateral deve ser pintada com primer antiferrugem.

O piso elevado quando apoiado em muretas deverá ser fixado com argamassa colante, garantindo o travamento do conjunto.

Para vãos acima de 60 cm preenchemos os tubos prolongadores com argamassa para reforço estrutural.

A montagem perfeita do sistema evita retrabalho e manutenções posteriores, por isso todos os procedimentos acima deverão ser seguidos.

Boas Obras!!!

domingo, 2 de julho de 2017

Calçadas que Caminhamos – Marmorizado Escovado

Um tipo de piso em calçadas muito bonito que vemos quando caminhamos por aí é o piso em placas de piso marmorizado com acabamento escovado.

O acabamento tem este nome porque efetivamente o agregado é exposto através de um escovamento das placas realizado em máquinas politrizes acopladas com escovas com fios diamantados.

Este acabamento é bastante querido por expor a beleza do agregado mineral, como um fulget bem leve, sendo muito mais fácil a sua limpeza. Sendo um acabamento intermediário entre o levigado e o fulget.

Outra vantagem deste piso em placas é o caminhar confortável (conforto antropodinâmico) como também facilita o rolamento de cadeiras de rodas, bicicletas, pequenas rodas como as de maletas e carrinhos de bagagem; tendo maior acessibilidade.

Por ser um piso de alto trafego, sua durabilidade e resistência são elevadas, ficando por muito tempo sem apresentar desgaste superficial conservando a aparência natural.

A Segato produz em sua Linha Escovada as placas com este acabamento em várias dimensões, cores, tipos de agregados e tonalidades proporcionando projetos de passeios e áreas externas com refinado acabamento e elevado fator de custo benefício. Ver http://www.segatopisos.com.br/produtos/item/14-escovado 

Boas Obras!!!

domingo, 25 de junho de 2017

Estória de uma História – A 1ª Praça de Eventos

Quase todos os shoppings têm uma praça de eventos atualmente, até os anos 90 os shoppings tinham uma praça central sim, onde no final de ano colocavam a árvore de natal e o presépio, mas não ia muito longe disso.

O shopping Plaza Sul foi o pioneiro em praças de eventos, e o culpado disso foi o piso. Parece estranho, mas aqui vai a estória dessa história.

O projeto de piso do Plaza Sul contempla um piso bege com tabeiras verdes e tapetes vermelhos e verdes, como é até agora.

O piso verde é de uma tonalidade bem escura que para atingi-la o fabricante Etergran na época teve que adicionar mais pigmento que o recomendado. Além do pigmento verde, também era adicionado pigmento preto, na época fabricados pelas tintas Globo. A recomendação é que não ultrapasse de 5% em peso a porcentagem de pigmento em relação ao cimento, mas para chegar na tonalidade exigida, foi introduzido mais pigmento na formulação da placa de piso verde.

Na praça central tinha uma concentração maior desta cor de piso e depois do piso polido, foi protegido na época com lona plástica, tela de aniagem e gesso.

Na véspera da inauguração, que foi em abril de 1994, retirou-se a proteção e verificamos que na praça central o piso verde teria desbotado debaixo da proteção e manchado todo o piso desta praça.

Como não daria mais tempo de trocar todo o piso da praça, foi feito um evento para crianças que cobria todo o piso da praça central, e foi programado ter sempre um evento nesta praça para que o piso manchado ficasse escondido.

Daí começou a chamar esta praça de Praça de Eventos, e este shopping foi o primeiro a ter a praça central com este nome.

Hoje a maioria dos shoppings tem uma praça de eventos e conta com diversas atrações para divertir os clientes.

Foi o piso marmorizado que motivou a criação das praças de eventos!!!

Boas obras!!!!


domingo, 18 de junho de 2017

Uma Década Juntos!!!

No dia 18 de junho de 2007 colocamos a primeira postagem neste blog, despretensiosamente tivemos a ideia de semanalmente colocar um artigo sobre pisos cimentícios que causasse interesse para os profissionais e amigos que tenho contato.

Nunca poderia imaginar que chegaríamos a 10 anos em atividade e o incentivo de estar sempre criando novos artigos semanalmente é o retorno que vocês leitores nos dão no dia a dia, lendo as matérias, comentando pessoalmente, retornando e-mails, compartilhando e curtindo nas redes sociais.

O que inicialmente foi um modo de não ser esquecido, passou a ser uma ferramenta de marketing de conteúdo, onde buscamos passar informações, atualizações e curiosidades, transferindo conhecimento e ao mesmo tempo mostramos nossos produtos e obras.

Nossa primeira matéria foi um comparativo entre diversos tipos de pisos http://inglesdopiso.blogspot.com.br/2007/06/que-piso-coloco-nessa-rea.html e que na semana retrasada criamos a série “Comparativo” onde iremos aprofundar cada item desta matéria, dez anos depois.

Já passamos de 310.000 visualizações no blog, temos 431 publicações, e o mais curioso é que a matéria com mais acessos e também com mais comentários foi sobre a forma errônea de falar “metro linear” http://inglesdopiso.blogspot.com.br/2009/06/o-metro-linear-e-redundante.html

Se todas segundas feiras, quando abrirem seu e-mail ou uma rede social e tem uma matéria nova deste blog, pode ter certeza que ela foi feita com carinho e responsabilidade para você conhecer mais dos pisos cimentícios que cada vez mais está sendo aplicado nos mais diversos setores da construção civil.

Neste aniversário comemoramos uma década, bodas de estanho, mas que no nosso caso ela é de concreto mesmo.

Boa Obras!!!

domingo, 11 de junho de 2017

Cristalização, A Revolução do Piso Marmorizado

A Cristalização veio para revolucionar o mercado dos pisos marmorizados alto tráfego.

Deixando o piso com o brilho intenso, com alta durabilidade, a cristalização é uma evolução do processo de lapidação, o qual no piso marmorizado sofre perda de brilho.

Com a Cristalização, a manutenção do piso passa a não fazer uso de cera e se faz apenas com lavagem com sabão neutro e ocasionalmente uma pulverização com liquido mantenedor, diminuindo vertiginosamente o custo de manutenção.

Este processo que foi desenvolvido pela Cia do Piso com apoio da Segato, consiste no polimento com diamantados metálicos, estucagem aditivada com secagem imediata, seguidos de polimento com diamantados resinados. Durante este processo é intercalado quimicamente duas aplicações de endurecedor de superfície não simultânea a base de lítio e finalizado com uma cristalização química nano tecnológica com produto importado não divulgado.

Shopping Centers, Supermercados, Hospitais, Escolas, Lojas, Aeroportos, Terminais Rodoviários, enfim, todos os locais de alto tráfego poderão aplicar este sistema tanto nos pisos novos quanto para os já existentes.

Nas fotos, alguns supermercados que estão com o sistema aplicado, gerando muita satisfação pelo processo de cristalização.

A Segato tem aplicadores já credenciados para executar a cristalização e a Cia do Piso está treinando novos aplicadores para difundir cada vez mais esta novidade que mudou o conceito de manutenção no piso marmorizado.

Boas Obras!!!


Related Posts with Thumbnails