domingo, 24 de setembro de 2017

Novidade!!! – Piso Elevado São Tomé




A Segato tem uma novidade em pisos elevados, o acabamento São Tomé na placa elevada cimentícia.


A pedra mais aplicada em entornos de piscinas e jardins é a São Tomé, nome dado devido a principal extração ser na cidade mineira de São Tomé das Letras.

Agora a textura dessa pedra está estampada na placa de piso elevado, agregando todas as vantagens do piso elevado cimentício ao conforto e tradição da pedra mineira.

Por ser um piso produzido em escala industrial, a tonalidade uniforme, o formato em 60 x 60 cm e a opção de cores acrescenta um aspecto visual muito mais agradável.

Além disso, a Segato oferece opções nas cores cinza, creme, bege e marrom que se aproximam das diversas tonalidades naturais da pedra São Tomé.

O piso elevado cimentício é sustentável por ser reciclável, é antiderrapante, tem pouca retenção de calor (hipotérmico) e dimensionamento uniforme. Além de proteger a impermeabilização da laje, cria acesso fácil para manutenções; seus suportes reguláveis podem atingir alturas de 10 cm a 1,5 m nivelando floreiras, piscinas e espelhos d’agua.

Se você também tem que ver para crer como São Tomé, as fotos publicadas aqui são de um condomínio em São Paulo que substituiu as pedras mineiras por piso elevado Segato São Tomémantendo as bordas da piscina na pedra natural; veja que resultado espetacular.

A Segato trouxe inovação, design e perfeito acabamento para a pedra mineira. É a Segato elevando o nível dos seus projetos.

Boas Obras!!!

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Estória de uma História – 1ºs Pisos Elevados Externos


Os pisos elevados chegaram ao Brasil na década de 80 e sua aplicação era quase que exclusiva em lajes corporativas e salas de informática.


Utilizando o mesmo conceito do piso elevado coorporativo, começaram os projetos com os pisos elevados externos para acesso de instalações e manutenção e proteção da impermeabilização.

Com o pioneirismo do sistema, foram feitas algumas adaptações curiosas para os dias atuais.
Não existiam ainda os suportes de polipropileno, somente os metálicos, e seu uso era somente para áreas internas e inapropriado para áreas externas devido à corrosão.

Os apoios começaram com criatividade, utilizava-se pilaretes de tijolos ou pedras sobrepostas, que depois evoluíram para corpos de provas de concreto.

As placas de concreto ainda não tinham a tecnologia de hoje, eram fabricadas em formas de madeira; as dimensões e esquadro variavam, assim como o empenamento era elevado, de modo que quando as placas eram apoiadas sobre as pilastras, não ficavam estáveis dando a sensação que estávamos em uma tampa de bueiro.

Em algumas obras começaram a fixar as placas com argamassa, o que fugiu do conceito. Porém em outas começaram a calçar as placas, e aí vemos de todos os tipos de calço, desde palito de sorvete, palito de fósforo, taco de madeira até chiclete (rs).

A foto ao lado é do piso elevado mais antigo que se tem conhecimento, é o caldário da terma na cidade inglesa
de Bath, onde o vapor era insuflado sob o revestimento de piso, cujas placas eram apoiadas sobre conjuntos de lajotas. Podemos ver que esta foto não difere muito da foto no topo da matéria que é de um piso da década de 90.

Atualmente muito difundido e aplicado em grande escala, o piso elevado externo em placas de concreto evoluiu muito tecnicamente e está totalmente seguro e estável além de estar normatizado de acordo com a ABNT NBR 15805/2015. 

Boas Obras!!!

domingo, 3 de setembro de 2017

Calçadas que Caminhamos – Placas Intertravadas

Dentre as calçadas que caminhamos está o passeio composto por Placas Intertravadas, que são placas pré-moldadas produzidas geralmente nos mesmos equipamentos que são produzidos os blocos intertravados, introduzindo um molde para produção das placas.

Seu assentamento, salvo exceções, é executado sobre colchão de areia e brita, sem uso de argamassa e sem a necessidade de contrapiso.

Suas dimensões permitem um caminhar mais confortável do que sobre os blocos intertravados, sendo mais apropriada ao trafego de pedestres.

Como todo assentamento sobre areia, o piso deve estar confinado e travado para que não haja movimentações horizontais e verticais indesejadas.

Seu acabamento tradicional é rústico, na mesma textura dos intertravados e podem ser produzidos em diversas cores.

Pré-lançamento: A Segato produz a placa intertravada nas dimensões 40 x 40 x 6 cm, no acabamento tradicional e agora com uma novidade, está lançando a placa intertravada com acabamento levigado, uma textura mais lisa porém antiderrapante, onde pode ser observada a composição dos agregados, emprestando uma aparência mais nobre para uma placa tradicionalmente bruta.

É o Setor de Desenvolvimento da Segato fazendo uma Segato sempre melhor.

Boas Obras!!!

domingo, 27 de agosto de 2017

Concrete Show – A 1ª Feira da ABRASPLAC

A Concrete Show, realizada de 23 a 25/8, foi a primeira feira que a ABRASPLAC participou expondo os produtos dos seus associados.

A ABRASPLAC, sAssociação Brasileira do Segmento de Placas Cimentícias para Revestimentos, foi criada para fortalecer o setor de placas de concreto, unindo fabricantes, consultores, especificadores, fornecedores de insumos para fabricação e instalação, Conselhos e Associações afins. Unidos seremos mais fortes e poderemos divulgar, especificar, difundir e qualificar nossos produtos com muito mais potência do que individualmente.

Na Concrete Show, a ABRASPLAC expôs no Concrespaço, uma área criada pela ABCP onde as placas cimentícias foram uma grande atração devido a beleza e elegância de seu acabamento, conforto e segurança ao caminhar, facilitando inclusive a acessibilidade.

Os pisos expostos foram o piso permeável que possibilita a drenagem de águas pluviais, e o piso elevado em placas com acabamentos polido, lixado e lavado que incluem diversos benefícios em relação ao assentado convencional em diversas situações, mas que também estas placas podem ser produzidas para o assentamento convencional com argamassa.

Sobre os pisos estavam a exposição de fotografias e maquetes das belíssimas obras do arquiteto Yuri Vital, e outra atração presente no stand foi o palete desenvolvido pela PAKER que é produzido reciclando sacos de cimento, incluindo sustentabilidade na cadeia produtiva dos materiais com esta
embalagem.


No stand, tivemos também o evento do lançamento da segunda edição do livro Concreto Pré-Moldado Fundamentos e Aplicações do prof. Mounir Khalil El Debs que atraiu uma enorme fila de leitores para autografarem seus livros e passearem sobre os pisos da ABRASPLAC.

Todos os pisos expostos pela ABRASPLAC serão doados para a construção da Unidade Básica de Saúde Anchieta Grajaú da Prefeitura Municipal de São Paulo.

A ABRASPLAC uniu o segmento de placas cimentícias e a Segato está muito contente de ser uma de suas associadas.

Boas Obras!!!


domingo, 20 de agosto de 2017

Calçadas que Caminhamos - Concreto Estampado

Um dos tipos de calçadas que caminhamos em nossos passeios é feita em concreto estampado, um piso monolítico, executado no local, que utiliza um sistema de formas que ¨carimba” o concreto ainda fresco.

A tecnologia foi desenvolvida nos EUA e foi trazida ao Brasil em 1992 por empresas americanas que importavam as formas e produtos para a execução; atualmente temos tudo nacionalizado.

Essa técnica necessita de um concreto bem argamassado, que após vibrado e desempenado, é aspergido sobre ele um endurecedor de superfície pigmentado, para dar a cor ao pavimento e um desmoldante para o concreto não aderir ás formas.

A estampagem é feita com moldes flexíveis pressionados sobre este concreto ainda em processo de pega. Os diversos modelos de estampas transferem para o concreto desenhos em relevos que decoram e aumentam o coeficiente de atrito.

As vantagens deste tipo de calçada é o baixo custo, diversidade de desenhos e cores, conforto ao caminhar e acessibilidade.

As desvantagens estão nos problemas de qualidade de execução de um piso “in loco”, tempo de secagem em torno de 48 horas, aparecimento de fissuras e dificuldade para remendos nas intervenções posteriores.

A Segato produz placas para revestimentos de calçadas, na linha Externa Rústica e Externa Tradicional, com estampas e cores, que lembram o concreto estampado com a flexibilização e vantagens do revestimento em placas de concreto. Visite nosso site www.segatopisos.com.br

Boas Obras!!!

  

domingo, 13 de agosto de 2017

Segato na Casa Cor

A 20ª edição da Casa Cor Minas reúne profissionais de arquitetura, design de interiores e paisagismo em aproximadamente 40 ambientes distribuídos em 4000 m² de área.

A exposição está sendo realizada na Rua Sapucaí, 383, no Bairro Floresta, um corredor cultural e gastronômico de BH. O antigo prédio da Rede Ferroviária, abandonado a mais de dez anos, teve seus três pavimentos, porão, sótão e jardins transformados na maior mostra de arquitetura do estado.

A Segato está presente na Casa Cor Minas, no ambiente Ginger Bar, um belíssimo projeto da arquiteta Angela Roldão, na área externa da exposição.

Os pisos elevados Segato foram escolhidos para compor este ambiente por ser, além de muito bonitos, uma excelente solução técnica para nivelamento com floreiras e piscinas, antiderrapante e hipotérmico, o sistema fornece proteção para a impermeabilização com praticidade de manutenção, sem necessidade de sobrecargas com os tradicionais enchimentos.

Nesta Casa Cor o sistema foi projetado com altura variando entre 20 e 40 cm demostrando a segurança e conforto da montagem executada em parceria com a Castelar RC utilizando os suportes WFIX.

A Casa Cor foi aberta ao público no dia 12 de agosto e vai até 17 de setembro, o espaço poderá ser visitado das 13h às 22h aos sábados; das 13h às 19h aos domingos e feriados; e das 15h às 22h de terça a sexta.

Visite nosso ambiente.

Boas Obras!!!!

domingo, 6 de agosto de 2017

Calçadas que Caminhamos – Ladrilho Hidráulico Copacabana

Um modelo de ladrilho hidráulico que vemos bastante em nossas calçadas é o Copacabana, que tem esse nome porque seu desenho montado em forma de ondas foi inspirado no mosaico português do calçadão de Copacabana no Rio de Janeiro.

Em Copacabana a calçada foi executada primeiramente em 1906, pelo prefeito Pereira Passos, com pedras e colocadores trazidos de Portugal; era estreita e as ondas estavam perpendiculares à praia, somente em 1970 a reforma deu ao calçadão o formato atual com as ondas paralelas ao mar.

O que talvez poucos saibam é que este desenho foi copiado da Praça do Rocio em Lisboa, onde as ondas representam o encontro do rio Tejo com o oceano Atlântico. Outra curiosidade desta praça é que tem a estátua de D. Pedro IV, por aqui D. Pedro I.


No ladrilho hidráulico a peça é estampada com duas parábolas preenchidas em preto com um fundo branco, assentando-se estas peças com uma fiada para um lado e outra para o lado oposto formamos as ondas de Copacabana.

Outros formatos de desenho, além das ondas, também podem ser feitos combinando estas peças de outra maneira.

A Segato produz um modelo de piso arquitetônico, também chamado de Copacabana; piso cimentício em placas com a estampa para formar as ondas de Copacabana em baixo relevo, muito bonito, produzido em várias cores nas dimensões 49 x 49 x 2,5 cm e 40 x 40 x 3 cm (vibroprensado)

A praia mais famosa do Brasil está espelhada em nossas calçadas.

Boas Obras!!!

domingo, 30 de julho de 2017

Estória de uma História – Piso Terrazzo

O nome Terrazzo é muito comum nos Pisos Cimentícios e Marmorizados, é referência de piso, nome de empresa, nomenclatura de produto e também com variações como Granazzo, Palazzo e por aí vai...

A origem do nome, provém dos venezianos, que em meados do século XV, os trabalhadores da construção, para aproveitar as sobras de mármores das construções, espalhavam estes retalhos de mármore pavimentando os terraços de suas casas.

A palavra terraço deriva da palavra italiana “Terrazza” que por sua vez é derivada do latim “terraceus”(terra).

Na sua composição original, o piso Terrazzo era simplesmente constituído de uma base de argila em que o entulho e seixos de mármore eram aplicados.

Mais tarde estas pedras foram polidas para alcançar um pavimento mais confortável e finalmente os trabalhadores descobriram que o leite de cabra derramado, quando secava, deixava o aspecto do solo se assemelhando aos mosaicos de mármore, e então passaram a usar o leite de cabra como selante.

Atualmente, o mármore ainda permanece como agregado de referência na fabricação dos pisos, usando-se cimento estrutural comum ou branco como aglomerante, por vezes coloridos com pigmentos.

A Segato há 44 anos fabrica em grande escala os pisos marmorizados em vibroprensas italianas; produzidos em placas pré-moldadas, com uma enorme evolução em relação ao original, aplicados com sucesso nas obras mais modernas de shoppings centers, supermercados, lojas, hotéis, escolas, hospitais e etc.
   
Boas Obras!!!!


domingo, 23 de julho de 2017

Calçadas que Caminhamos - Intertravado Brick

O intertravado brick ou tijolinho é muito comum nas calçadas que caminhamos e é o modelo mais vendido no Brasil.

No formato de tijolinho o piso é assentado intercalado em meia peça de uma fiada para a outra, ou seja, com juntas amarradas para dar um maior travamento ao sistema.

Este formato de "paver", além de calçadas, também vemos muito em ruas de pequeno a médio tráfego, pavimentando pátios de empresas e condomínios fechados como a foto ao lado

Além de ser um material relativamente barato, também seu assentamento é de baixo custo por não usar cimento para sua aplicação, este modelo de piso é assentado sobre colchão de areia diretamente sobre terreno compactado.


O cuidado no assentamento quanto ao nivelamento e compactação é essencial para termos um conforto no caminhar (antropodinâmico) e não dificultar a acessibilidade de pessoas com deficiências.

É necessário o piso estar totalmente travado, seja entre as peças ou nas paredes e guias, para que não haja movimentações comprometendo o sistema causando buracos ou peças soltas.

O piso intertravado cimentício é fabricado em diversas espessuras para atenderem os vários tipos de trafego; para o de pedestres a espessura de 4 cm atende perfeitamente.

A Segato produz o Intertravado modelo Brick 20 x 10 cm em várias cores e nas espessuras 4; 6 e 8 cm com excelente qualidade em equipamento de última geração que produz peças perfeitas com alta produtividade para atender todos os volumes de obra.

Boas Obras!!! 

domingo, 16 de julho de 2017

Carregadores de Cimento

Como usamos muito cimento em nossas obras, esta matéria é uma homenagem a estes homens que contribuíram para a execução de muitos quilômetros quadrados de piso, mesmo sem assentar uma placa de piso sequer.

Quando chega um caminhão de cimento na obra, o que vemos é um homem subindo na carroceria para colocar os sacos de cimento nas costas dos carregadores, e estes andam com um saco de 50kg nas costas até o local onde será armazenado, causando inveja a qualquer trabalhador de Queops.

Nos tempos do Egito antigo, os homens usavam sua força braçal para puxar as pedras que ergueriam as pirâmides; depois de mais de 4 mil anos ainda usamos a força braçal para muitos serviços em nossas obras.

Os "chapas" que fazem a descarga, geralmente são homens fortes e musculosos que nunca fizeram halterofilismo, a necessidade é a academia.

Já carreguei alguns sacos de cimento para serviço doméstico, o primeiro saco pesa 50kg, o segundo parece 70, o terceiro 80... até a espinhela gritar.

Quando vejo uma carreta inteira sendo descarregada, saco por saco, admiro a disposição dessa turma.

Uma vez eu quis ajudar colocando uma empilhadeira para descarregar, porém de nada adiantou porque o caminhoneiro tinha que retornar com os palets vazios para o distribuidor, e lá foram os chapas manipular os sacos para pegar os palets. Achei absurdo, talvez o palet de madeira custasse muito mais caro que eu pensava.

Alguns fabricantes começaram a ensacar o cimento com 40 kg, também alguns projetos de lei já foram feitos para diminuir o peso das sacarias e o peso limite que um indivíduo pode carregar, alguns distribuidores limitam a distância caminhão deposito, algumas construtoras só permitem descarga mecânica, tudo visando este tipo de manipulação.

Estes caras merecem nosso reconhecimento e respeito.

Boas Obras!!!!


Related Posts with Thumbnails